Fundação Nilo Pereira inicia mapeamento do setor cultural de Ceará-Mirim

Por meio da Fundação Nilo Pereira, a Prefeitura de Ceará-Mirim está realizando o cadastro de artesãos, artistas, grupos folclóricos, instituições, clubes, associações, agremiações culturais e músicos com atuação na sede e na zona rural do município.

Nesta quarta-feira (12), ocorreu um encontro com as representantes do Clube de Mães Eulália Borges, do Bairro São Geraldo, no cine-teatro da Estação de Cultura, Conjunto Novos Tempos, onde a fundação funciona atualmente.  O atendimento cumpriu uma sequência de agendamentos para tratar do levantamento quantitativo do setor cultural.

A fundação já tem cadastrados cerca de 140 músicos e similares e continua catalogando através de registros fotográficos e publicações da imprensa, com a ideia de produzir documentários específicos para mostrar o grande potencial da cultura cearamirinense.

De acordo com Carlos Augusto Borges da Penha, presidente da Fundação, o mapeamento da classe artística também possibilitará a discussão de ideias e propostas para a construção de editais contemplando o seguimento que precisa de amparo social em razão da pandemia.

5